Tratamento de Resíduos


Tipos de Destinação de Resíduos

RECICLAGEM

A retirada de materiais diferenciados, o tratamento e o retorno destes ao ciclo produtivo, reduzindo o volume de resíduos a ser disposto nos aterros ou enviado a outros tipos de tratamentos finais, viabilizando, desta maneira, a redução de matéria-prima necessária aos processos produtivos industriais.

INCINERAÇÃO

O processo consiste na combustão dos resíduos à alta temperatura em que os materiais à base de carbono são decompostos, gerando calor. Como remanescentes tem-se gases, cinzas e escórias, cujos impactos ambientais associados devem ser cuidadosamente controlados e evitados, conforme procedimentos normativos específicos para este tipo de unidade de tratamento. Tecnologia para resíduos classe I.

CO-PROCESSAMENTO

Uma técnica usada para destruir resíduos industriais de maneira responsável e definitiva, sem a criação de passivos ambientais, extraindo o alto poder calorífico dessas matérias-primas destinadas à produção de combustíveis potentes o bastante para manter superaquecidos os fornos das empresas parceiras.

BENEFICIAMENTO DE RESÍDUOS

O beneficiamento é feito pela destruição térmica dos itens de contaminação presentes nos resíduos sólidos, como o óleo. Esse material é primeiro encaminhado para boxes específicos de armazenagem e depois de alguns processos de separação é enviado para um forno de secagem rotativo, que transforma o material resultante do processo de tratamento de resíduo em matéria-prima para outras indústrias.

TRITURAÇÃO

Após a segregação prévia, os resíduos podem ser triturados e o produto final, já em volume reduzido, pode ser reutilizado ou reciclado. A trituração é uma técnica complementar à reciclagem e contribui para a redução da granulometria do material e do custo de transporte.

ATERRO SANITÁRIO

Nos aterros devem ser depositados somente os rejeitos dos resíduos sólidos, um aterro sanitário deve, obrigatoriamente, conter: sistema de drenagem de águas pluviais; sistema de coleta e tratamento de líquidos percolados (chorume) drenagem de gases formados a partir da decomposição da matéria orgânica presente no lixo; impermeabilização lateral e inferior, de modo a evitar a contaminação do solo e do lençol freático. Tecnologia para resíduos classes IIa e IIb.